Mensagens

Nova morada

Imagem
A Moonlight mudou de local. 

Venha conhecer-nos na Av. Miguel Bombarda, no Saldanha, no centro de Lisboa. 

Poderá chegar de transportes públicos através do Metro (Saldanha - linhas amarela e vermelha) ou autocarros 727, 726, 716, 742, 736, 738, 783 e 744. 

Se vem de carro poderá estacionar no Arco do Cego, Alves Redol ou Campo Grande.


Agende a sua consulta e venha conhecer o novo espaço  


Grita, se for preciso!

Imagem
Nem sempre nos sentimos num local seguro para nos expressarmos e fazermos ouvir o que pensamos ou o modo como estamos ou não a conseguir lidar com algo. Mesmo com um núcleo de amigos, irmãos de alma, por vezes, mesmo que não estejamos bem, temos de deixar de lado os nossos problemas para dar o suporte e apoio. Outras vezes não há tempo para conversas mais profundas no meio da correria do dia-a-dia. Acabamos por nos sentir sozinhos. 
Lidamos o melhor que podemos com os nossos sentimentos, medos e traumas,  até porque não nos queremos tornar numa fonte de negatividade ou num fardo.

No entanto, quando guardamos os nossos sentimentos para nós mesmos, os nossos medos e frustrações acabam por se acumular e prendem a nossa alma, ocupando o lugar que devia ser nosso. Acabamos por exterioriza-los da pior maneira possível, quando já não conseguimos mais engolir a mágoa e a dor. Vêm as crises de choro, de ansiedade, de raiva. Começamos a gritar com aqueles que mais amamos e que nos querem bem.
Meras…

Hoje... Apenas por hoje

Imagem
Hoje vou ser aquilo em que me quero tornar. Não vou fugir dos desafios ou das situações que me deixam desconfortável por medo de não corresponder às expectativas (minhas ou dos que amo). 
Vou andar na rua de cabeça erguida, de peito cheio e com um sorriso confiante no rosto, sem ficar intimidada por desconhecidos me olharem nos olhos. 
Vou expressar os meus desejos e as minhas opiniões sem guardar apenas para mim pensando que estou a ser chata, arrogante ou mandona. 
Vou permitir-me simplesmente parar para respirar, olhar pela janela ou deitar-me e fechar os olhos enquanto oiço uma música calma, sem pensar que estou a perder tempo precioso por não estar a ser produtiva. 
Vou permitir-me ser amada e cuidada pelos outros. Deixar que me mimem, elogiem, que me sequem as lágrimas, sem pensar que tenho de suportar o peso do mundo às minhas costas completamente sozinha e que deixar que me amem é demonstrar fraqueza e dependência, sem sentir que não sou merecedora da atenção e carinho dos outros.…

Lei da Atracção

Imagem
Embora seja um tema já muito falado desde há muitos anos, tenho vindo a notar nas formações que dou que muitos dos alunos não conhecem este termo, sentindo-me eu, por isso, no dever de escrever um pequeno texto que explique sucintamente do que trata esta lei.
A Lei da Atracção foi mais largamente dada a conhecer ao grande público através do livro top de vendas "O Segredo" de Rhonda Byrne, posteriormente adaptado para o grande ecrã num filme também bastante conhecido (que poderá ver no final do artigo). 
Esta lei fala essencialmente do facto de, no Universo, o semelhante atrair semelhante. Assenta na ideia de que tudo o que existe é feito de energia. Tudo mesmo. Seja o que é físico, palpável, visto a olho nu. Sejam os nossos sentimentos, ou os nossos pensamentos, por exemplo. Como tal, tudo o que pensarmos ou sentirmos vai ser atraído para a nossa vida por meio de mais pensamentos sobre isso, mais pessoas que sintam ou pensem o mesmo, mais acontecimentos que atraiam ainda mais …

Hoje decidi ser eu mesma

Imagem
A base de tudo o que não queremos e nos acontece está na não-aceitação dessas mesmas coisas. Temos um medo terrível de tudo o que pode acontecer de negativo ou de impeditivo de chegarmos onde queremos, especialmente quando esses entraves e obstáculos somos nós mesmos e as nossas incapacidades e, acreditamos nós, as nossas “falhas”. Decidimos revoltar-nos e massacrar-nos por não sermos como supostamente deveríamos ser, como se existisse um modelo de perfeição a seguir, e como se esse modelo imaginário fosse sequer atingível sem criar um permanente estado de frustração. 
Não entendemos que a busca pela perfeição, bem como os medos e frustração que essa busca traz, são realmente o que nos impede de alcançar o que tanto queremos e merecemos.
O problema é que aceitando-nos, tornamo-nos conscientes de nós mesmos e da nossa responsabilidade no rumo que a nossa vida leva. Percebemos que não somos um barco à deriva, mas sim os decisores da rota e do destino a que nos queremos propor.
Com a acei…

Ostara – como florescer e fertilizar a sua vida

Imagem
A cada dia que passa vamos saindo do Inverno rigoroso e vamos entrando lentamente na Primavera, com as suas flores coloridas, os solos verdes e férteis com o seu cheiro característico de terra molhada, o cantar das aves que se fazem ouvir ao despontar dos primeiros raios de sol, pelo fresco amanhecer. Surge o ciclo de acasalamento dos animais, que começarão a multiplicar-se depois da Primavera estar já instalada.
Ostara é a festividade do culto da Mãe Terra que celebra todos estes acontecimentos tão naturais mas tão magníficos do ciclo anual de morte e renascimento da natureza. São ciclos de vida e morte que conseguimos observar claramente a acontecerem à nossa volta, podemos ver esse caminho a dar-se de dia para dia na terra, nos céus, nos animais. Mas não nos podemos esquecer que também nós fazemos parte de todo este ciclo perfeito de constante mudança e evolução cíclica, e que devemos estar sintonizados com esta energia da Primavera, tirando todo o proveito e benefício que ela nos …

Porque procura o amor fora de si?

Imagem
Não seremos nós suficientes?
Parece-me ser algo recorrente a nossa extrema necessidade de constantemente querer agradar os outros nos dias de hoje.
Cada vez gostamos menos de nós e procuramos mais aceitação ou validação externa que nos faça sentir suficientes. Nada fazemos porque queremos, porque gostamos, mas sim após pensar 10 vezes no que os outros pensarão de nós, quais as necessidades do outro. Pomo-nos sob enorme pressão. 


Deixamos de agir por nós mesmos, deixamos de viver a nossa vida para passarmos a ser apenas um jogador na vida de um outro alguém.
Precisamos sempre de estar numa relação amorosa com alguém que cuide de nós. Precisamos que os nossos colegas pensem que a nossa vida pessoal é perfeita. Precisamos que a nossa família sinta que fazemos tudo por eles. A auto-negação parece ser o caminho para a felicidade. Mas é apenas o caminho para o abismo. É o caminho para o vazio.
Esta necessidade constante de validação externa leva a um outro problema: a cobrança. Fazemos tudo …